Por Yanna Sussekind:

No Rio de Janeiro, número de viciados dobrou de janeiro de 2009 até agora. Os dados são do núcleo que atende dependentes químicos na Universidade Federal Fluminense (UFF). O consumo cresce numa velocidade muito mais rápida do que as medidas adotadas pelo poder público. Além da destruição física e emocional dos viciados, o crack acaba com famílias e gera um círculo de violência ao seu redor. A SuperVia diz que o consumo de drogas é um problema grave de saúde e segurança pública e que já procurou os órgãos em busca de solução para o caso. Já a Polícia Civil informou, em nota, que tem realizado constantes incursões da favela do Jacarezinho para prender traficantes, apreender drogas, inclusive crack, e armas na região. Disse ainda que a construção da Cidade da Polícia será a resposta para reduzir as ações criminosas também nas redondezas daquela comunidade.

Acesse o link:

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2010/05/numero-de-viciados-em-crack-dobrou-no-rio-mostram-dados-da-uff.html

Quem paga mais?

16/06/2010

Por Vitor Diniz:

Polêmica em relação ao preço da energia e do gás, estão agitando mercado inglês e confundindo os consumidores.

Famílias estão pagando um prêmio a cada ano para a sua energia simplesmente por causa de seu endereço no Reino-Unido, de acordo com a pesquisa de preços de uam site local que fez todo tipo de  comparação. Ele revelou que os preços do gás e da electricidade podem variar de uma média de  100 Libras de acordo com onde você vive.Algo em torno de  300 reais.


Apesar de optar por fornecedores de destino online ultra-competitivo de planos regionais, existe uma loteria em relação ao CEP. A localização regional de preços é uma parte fundamental do campo de batalha competitivo”, diz o mesmo portal .

A empresa Scottish P., teve a maior incoerência, cobrando até  189 Libras extra para os clientes que vivem em áreas diferentes, apesar de seu patamar estar no mesmo plano energético, pagando da mesma forma e usando a mesma quantidade de energia.

O lugar mais caro para se viver de energia dentro desta realidade então é Cardiff, no País de Galês, onde os clientes online pagam  949 Libras por ano em média, enquanto Nottingham no norte da Inglaterra,  é o mais barato com uma média de  855 Libras para as tarifas online.

Essa discrepância, diz a fonte tem sido comum em matéria de energia padrão planos, mas agora está afetando os clientes online. Going on-line ainda é a forma mais barata para pagar a energia, mas, diz Paul Robinson, um especialista “O importante para o consumidor é pargar on-line,para minimizar o impacto, certificando-se que se movem para o plano mais competitivo com o fornecedor mais competitivo na sua região, ou seja a velha concorrência faza  diferença a favor do público”

Por Vitor Diniz

Caixa Econômica Federal oferecerá imóveis em 12 cidades brasileiras

A sexta edição do Feirão da Casa Própria começou ontem, dia 13 de maio, em São Paulo. Serão oferecidos imóveis novos, usados e na planta, nos quatro dias do evento. Conforme nos informa o site http://g1.globo.com/economia-e-negocios, o financiamento pela Caixa, porém, só é garantido aos imóveis novos, que poderão ser 100% financiados e o contrato de pagamento pode ser em até 30 anos. Os imóveis podem também ser financiados pelo programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida para pessoas com renda de até R$ 4.650 ou por meio de Carta de Crédito FGTS.

Até 13 de junho, o feirão será realizado em outras 11 cidades. No Rio de Janeiro, deverá ocorrer no período de 20 a 24 de maio, no Rio Centro.

Foto: Ricardo Mello

Por Vitor Diniz

O desempenho norte-americano em 2009 foi afetado pela crise financeira mundial.
Nosso país é o quinto maior produtor de automóveis do mundo, com mais de 2 milhões e meio de unidades fabricadas em 2009, tendo superado a produção americana, que ficou na sexta posição, com pouco mais de 2 milhões de unidades, fato justificado, principalmente, pela crise econômica que sofreu durante o ano passado tanto o mercado americano, quanto países para os quais exporta. À frente do Brasil, estão a China, o Japão, a Alemanha e a Coreia do Sul.

Em relação a veículos comerciais (picapes e utilitários esportivos), entretanto, os Estados Unidos produziram mais de 3 milhões de veículos ficando na liderança, enquanto o Brasil produziu apenas 600 mil unidades, e está na 7ª posição entre os demais produtores mundiais.

Mais detalhes sobre este assunto podem ser obtidos no site do jornal Gazeta do Povo, do Paraná, acessando http://www.gazetadopovo.parana/economia.

Por Ana Balardim

Educação ambiental rural na Serra de Dona Francisca/Joiville-SC

A Constituição Federal consagra o Meio Ambiente ecologicamente equilibrado como um direito do cidadão, estabelecendo vínculo entre qualidade ambiental e cidadania.

Poucos sabem que a Constituição Federal determina como ao Poder Público à promoção da Educação Ambiental em todos os níveis de ensino.

Para a educação foi dada a incumbência de ser o agente de mudanças desejáveis na sociedade, e a ela se cabe as educações: sexual, antidroga, do trânsito, da saúde, higiene, ambiental e outros. Dentre elas, nenhuma tem um apelo tão grande quanto à Educação Ambiental, pois pela sua própria natureza integradora, atinge várias áreas, e também desencadeia um efeito muitíssimo devastador quando falha no seu objetivo de desenvolvimento da sociedade, em relação à problemática ambiental e aos seus aspectos socioculturais, econômicos, políticos, científicos, tecnológicos, ecológicos e éticos.

Existe hoje certa confusão conceitual, não só no que diz respeito ao ensino de ecologia e da Educação Ambiental, bem como no que se refere ao profissional da ecologia – ecólogo – e ao militante político – ecologista. Isto ocorre, ainda, em relação ao termo meio ambiente que, por sua vez, nos remete à Educação Ambiental.

A chave para o desenvolvimento é a participação, a organização, a educação e o fortalecimento das pessoas. O desenvolvimento sustentável não é centrado na produção, e sim nas pessoas. Deve ser apropriado não só aos recursos e ao meio ambiente, mas também à cultura, história e sistemas sociais do local onde ele ocorre.

Por Ana Balardim

Em cinco de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Por isso, o Übersite preparou novidades especiais. Está no ar o Hotsite do Mês do Meio Ambiente, apresentando um vídeo exclusivo da Gisele, transmitindo uma mensagem de conscientização ambiental, e outro estrelado por crianças que ensinam lições para preservar o meio ambiente.

A Equipe do site também conversou com o presidente do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), Roberto Messias Franco, sobre animais em extinção, crimes ambientais, preservação da natureza, entre outros. A entrevista completa está no Blog da Gisele. Tudo isso e muito mais para reforçar a importância da preservação do meio ambiente.

Por Ana Balardim

Sub-sede em Cuiabá, sendo preparada para a Copa de 2014

Este mês a Câmara Temática de Meio Ambiente começou oficialmente os trabalhos para a Copa do Mundo de 2014.  A cidade de Brasília foi uma das sede de oficinas, onde teve a presença de representantes de estados, do BNDES, do Ministério das Cidades, entre outros. O objetivo desta oficina foi formar um grupo, composto por líderes das cidades e dos municípios que vão receber o Mundial, além de potencializar resultados, padronizar procedimentos e encontrar ações mais racionais, que possam ser usadas por todos. Ao todo, serão nove câmaras com ações em diferentes setores.

Na ocasião da oficina, o coordenador da Câmara Temática do Meio Ambiente, Claudio Langone, explicou que a intenção é a de não repetir erros do passado, referindo-se aos Pan-Americano do Rio de Janeiro, em 2007.

O governo brasileiro teve grandes lições com o Pan. E muitas dessas ações que vamos realizar agora serão preventivas. O Ministério Público não faz questão de interromper projetos, então, se pudermos debater isso antes e garantir os resultados de sustentabilidade, será muito bom disse.

É necessário haver dedicação para encontrarmos soluções adequadas, principalmente porque as obras devem melhorar a qualidade de vida nas cidades. Muitas delas trarão grandes ganhos ambientais, como as que envolvem transportes coletivos menos poluentes. Talvez as reformas de aeroportos sejam as mais complicadas porque as extensões de pistas, por exemplo, podem comprometer áreas com cobertura vegetal ou comunidades. Mas os ganhos serão muito significativos e é nisso que temos de pensar concluiu.

Por Ana Elisa Arnold:
Sinônimo de sensualidade e glamour, o gênero conquista cada vez mais adeptos pelo mundo


Tango, gênero famoso em todo o mundo. Símbolo da cultura argentina. Gênero rico em beleza – transcendental e apaixonante. A também chamada dança dois por quatro, hoje patrimônio cultural da humanidade, já ultrapassou faz muito tempo as fronteiras de Buenos Aires e Montevidéu. A sensualidade humana transborda de seus movimentos e conquista a emoção do mais jovem ao mais experiente em variadas nacionalidades. Até da ciência o tango já chamou a atenção, ao revelar sua capacidade para curar certas doenças degenerativas

Quem conhece e pratica a dança desmistifica: o tango está na moda sim. E muito mais do que imaginamos. Prova disso é a quantidade de festivais e congressos que vem despontando no mundo todo nos últimos tempos, a exemplo do Festival Internacional de Tango de Lisboa e do Campeonato Mundial de Tango. Neste último, uma curiosidade chama a atenção: em sua última edição, em 2009, teve como ganhadores um casal de japoneses! Mais um fato revelador do caráter “sem fronteiras” do gênero.

No Brasil, a crescente realização eventos com a dança argentina é a prova da popularidade do tango no país. Cidades como São Paulo e Florianópolis são algumas das regiões que ganham destaque nesse quesito. Em entrevista ao Diário Catarinense, o idealizador do Congresso Internacional de Tango de Florianópolis, Fabiano Silveira, desabafa: “Tango é paixão, é sentimento. O bom do tango é que ele nunca é igual, uma dança sempre é diferente da outra. É um ritual, uma fantasia. Cria-se uma magia que faz as pessoas transcenderem”, diz. Outro exemplo é o projeto Tango na Rua, que agitou as praças paulistanas com a promoção da livre prática do gênero ao ar livre. Leia o resto deste post »

Por Ana Elisa Arnold:

Cia. da Ideia une literatura e dança no espetáculo Jangada de Pedra

Na última sexta-feira, 21, o Teatro Calcilda Becker recebeu a estreia de Jangada de Pedra, espetáculo inspirado no romance homônimo de José Saramago. Para quem tem o autor português como ídolo, poderá apreciar a obra na interpretação da Cia. Ideia.

Com o objetivo de partilhar e criar linguagens em movimento, integrando teatro, dança e música, os atores-bailarinos da Cia. Ideia alcançam seu foco muito bem. Neste espetáculo, é a fala quem conduz os movimentos. Sem se preocupar com a sequência da história, o grupo busca levar ao público a essência da obra a partir dos principais conceitos apresentados por Saramago no livro. Trata-se de uma verdadeira viagem pelas espacialidades do ser, coreografada pela fusão dos elementos que envolvem a fala e a dança.

Assista a um trecho da peça.


O elenco é composto por profissionais com diversas experiências artísticas, entre eles, Renato Cabral. O bailarino foi solista do Teatro Municipal e já trabalhou com um dos coreógrafos mais importantes da França na dança contemporânea: o francês Angelin Preljocaj, hoje à frente do Ballet Preljocaj.

O espetáculo fica em cartaz até 13 de junho.

JANGADA DE PEDRA
Direção:
Sueli Guerra
Elenco: Sueli Guerra, Gisele Alvim, Olívia Vivone, Samuel Frare, Renato Cabral
Trilha sonora: Rodrigo Russano

Catete: Teatro Cacilda Becker
Datas e horários: sexta e sábado, às 20h; domingo às 19h.
ingresso: R$ 20,00
Classificação livre

Por Ana Elisa Arnold:

Projeto CCBB-SP apresenta espetáculos ao ar livre gratuitamente

A segunda edição do “No Centro da Arte”, projeto do Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo (CCBB-SP), começou e ritmo de forró. Criado com o objetivo de levar gratuitamente sua programação cultural a espaços não convencionais, o projeto estreou na última sexta-feira, 21, com a apresentação do Trio Sabiá.

A temporada se estende até julho, com a presença de ritmos variados. Dia 18 e 19 de junho, o tango invade as ruas de São Paulo, com a apresentação do grupo de dança Lo Mejor Del Tango. A seguir, é a vez do Quinteto SLAP, que se apresenta nos dias 1° e 2 de julho. A banda realiza ao vivo de trilhas sonoras para filmes mudos, envolvendo o público em total sensação de nostalgia. Já nos dias 16 e 19 de julho, quem se apresenta é o grupo de dança irlandesa, Banana Broadway. E para completar a diversificada programação, o Centro de Dança Jaime Arôxa apresenta o espetáculo de dança de salão, Tudo Sobre nós Dois.

Para quem quiser conferir outras atrações do CCBB – SP, pode conferir a programação completa acessando: www.bb.com.br/cultura.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.